5 fábricas transformadas em espaços culturais

CAAA

Por todo o país existem exemplos de antigas indústrias transformadas em espaços abertos à população. Só em Braga é que isso não é possível uma vez que o Município de Braga prefere vender a Fábrica Confiança a privados, apesar dos apelos da população para que suspenda o processo. Aqui ficam 5 exemplos que deviam inspirar a autarquia:

  1. Em Guimarães, em plena avenida Conde de Margaride, a autarquia conseguiu transformar uma antiga fábrica na Casa da Memória de Guimarães. Trata-se de um espaço dedicado ao conhecimento da cultura, território e história de Guimarães e das suas pessoas. Já em Braga não existe qualquer Casa da Memória ou Museu da Cidade.
  2. Museu Municipal de Espinho / FACE está situado no Fórum de Arte e Cultura de Espinho (FACE), que corresponde à antiga Fábrica de Conservas Brandão, Gomes & C.ª, que foi fundada em 1894 pelos irmãos Brandão e pelos irmãos Gomes. O concelho de Espinho tem sete vezes menos habitantes que o de Braga. Espinho consegue ter um Museu dedicado à História do seu concelho. Braga não. Espinho consegue criar um Fórum de Arte e Cultura. Braga não.
  3. A histórica Fábrica da Pólvora situa-se em Oeiras. Encerrou em 1988. Sete anos depois a Câmara Municipal de Oeiras adquiriu as instalações, transformando-as num complexo aberto a todos. Aí encontram-se o Museu da Pólvora Negra, o Centro de Estudos Arqueológicos de Oeiras com várias exposições arqueológicas, o Centro de Experimentação Artística do Clube Português de Artes e Ideias com uma galeria de arte, os Viveiros Municipais, a Universidade Atlântica, e locais de lazer como restaurantes, bares com música ao vivo, jardins e locais preparados para espectáculos ao ar livre
  4. O complexo da antiga Fábrica Oliva, em São João da Madeira, é gerido pela Câmara Municipal. Actualmente o Oliva Creative Factory alberga uma incubadora de indústrias criativas, lojas, espaços para negócios e um núcleo de arte. São João da Madeira, que é um concelho com 21.713 habitantes e 7,94 quilómetros quadrados, consegue criar a Oliva Creative Factory. Só a freguesia de São Victor, onde se situa a Fábrica Confiança, tem os mesmos habitantes que São João da Madeira. No entanto, em São Victor não existe qualquer equipamento do Município de Braga dedicado à cultura, arte ou indústrias criativas.
  5. Por fora parece ser um edifício sem qualquer interesse. No entanto, é nesta antiga fábrica têxtil que funciona o CAAA – Centro para os Assuntos da Arte (Guimarães). Trata-se de uma instituição cultural sem fins lucrativos que tem como missão apoiar e estimular a criação artística nas áreas das artes visuais, design, cinema, literatura, multimédia, artes do espectáculo e arquitectura.

Encontra mais exemplos inspiradores aqui

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s