«Não se pode comprar património para preservar e depois aliená-lo num negócio especulativo», Batista da Costa (TUB)

«Não se pode comprar património para preservar e depois aliená-lo num negócio especulativo»

Batista da Costa, administrador dos TUB (no 1º mandato de Ricardo Rio), criticando as soluções ad hoc da Câmara, em debate promovido pelo Fórum Bracarense na passada sexta-feira. Caso da Fábrica Confiança também é referido.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s